NO AR
Conhecer e rezar os salmos
Previsão do tempo Porto Alegre Pancadas de Chuva
Máx 26°C Min 18°C

A Radio

Nasceu como fruto de um desejo de evangelizar, "de cima dos telhados" (Mt 10,27).

Entre as inúmeras emissoras de rádio existentes em Porto Alegre, não havia um espaço próprio para a Igreja Católica anunciar a mensagem do Evangelho, que fosse totalmente livre para espalhar a Palavra de Deus da forma como Jesus ensinara aos Apóstolos: "O que vos digo na escuridão, dizei-o às claras. O que vos é dito ao ouvido, publicai-o de cima dos telhados" (Mt 10,27).
Inspirados por este desejo, os primeiros a sonhar com uma Rádio Católica em Porto Alegre começaram a se reunir para rezar e descobrir como seria possível realizá-lo com poucos recursos materiais. Tinham grande confiança no poder de Deus, que sempre abençoa suas obras.
Irmã Briege McKenna, por ocasião de um retiro do clero, na Casa de Retiros de Esteio, disse ao Mons. Dalvit em oração: "Eu o vejo pregando diariamente a multidões". Impressionado, Mons. Dalvit se perguntou como se faria isto, já que morava em um Hospital, com apenas uma capela pequena. Ao voltar do retiro, à noite, em oração diante do Sacrário, perguntava ao Senhor como faria para cumprir esta palavra. O Senhor, no silêncio do seu coração, mostrou-lhe uma emissora de rádio. Ele entendeu, então, que deveria começar a trabalhar para conseguir a emissora voltada exclusivamente para a evangelização.
Alguns dias depois, Mons. Dalvit procurou Mons. Avelino Dalla Vecchia, então Pároco da Paróquia São Sebastião, e falou-lhe do desejo de lutar para conseguir uma rádio para evangelizar. A resposta de Mons. Dalla Vecchia foi pronta: "Vamos trabalhar para isto!".
No início, pensou-se em adquirir uma emissora existente. Viu-se logo, porém, que não haveria recursos para levar adiante esta ideia. Seria necessário obter a concessão de um canal de rádio. As frequências, porém, estavam saturadas e nenhum canal estava à disposição.
Foi neste momento que um amigo de Mons. Dalvit, que trabalhava no DENTEL, telefonou avisando-o que em Porto Alegre havia um Canal cedido à fundação São Sebastião do Rio de Janeiro. Havia caducado seu direito, por haver terminado o prazo de aproveitamento sem que os interessados dessem andamento à construção da rádio. Disse ainda que deveriam apressar o passo e candidatar-se logo para a concessão do canal. Então, entre a oração e a ação, venceram obstáculos e honestos concorrentes, preparando tudo quanto era exigido. Neste momento, um pequeno grupo de católicos de Porto Alegre veio associar-se para lutar pela conquista do canal e da posterior Rádio.
Partiram, então, para a criação de uma Fundação que oferecesse suporte jurídico para receber a concessão. Foi escrito um Estatuto provisório e enviada a proposta de rádio ao Ministério das Comunicações. A seguir, foram determinados os objetivos da Fundação que seria criada, eleitos os objetivos operacionais e começaram a refletir sobre a filosofia da nova Emissora. Em sucessivas reuniões, o grupo estabelecia prioridades, dividindo as tarefas, e cada um assumia com alegria as reponsabilidades.
Após muito trabalho, acreditavam que poderiam, afinal, conseguir a sonhada Emissora de Rádio unicamente para evangelizar. E assim nasceu a Rádio Aliança de Porto Alegre.